São Francisco tem uma longa história de permissividade sexual, e a história de fundo das festas sexuais no movimento contracultura é rica. Antes do Kinky Salon, havia desde os anos 60 uma linhagem de eventos que fundiam comunidade com arte e sexualidade. A crise da SIDA nos anos 80 deitou por terra o vento forte nas velas da cultura sexual que florescia em São Francisco. E quando a Polly chegou, estava tudo pronto para mais um resplandecer.

Polly Superstar fundou o Kinky Salon em Abril de 2003 com Scott Levkoff. O primeiro evento foi uma after-party de um grande baile fetiche, realizado perto do espaço comunitário no Mission District de São Francisco. A combinação de cor, criatividade, comunidade e sexualidade diversa e autêntica tornou-se bastante popular, e em poucos anos eram dois eventos por semana, apinhados até à porta.

Quando se começou, as coisas eram muito diferentes. Em primeiro lugar, o Kinky Salon não tinha temas. Tivemos alguns eventos especiais com temas e percebemos a diferença que teve na atmosfera da festa. As pessoas ficaram entusiasmadas com a criação de uma fantasia, trocavam ideias, reunindo-se para noites de costura e sessões de compras – tornou-se uma atividade comunitária. A criatividade efervesceu, e rapidamente as  festas ficaram cheias de pessoas ridiculamente sexys, como nunca visto. Os fatos dissolvem a seriedade da atmosfera sexualmente carregada.

 

Algumas pessoas ficam surpresas ao saber que não havia sexo nas primeiras festas do Kinky Salon. Apesar de o ambiente ser sexy, o sexo começou a acontecer apenas alguns anos mais tarde. Havia alguma ação perdida em cantos escuros. Havia um banco de spanking, e havia certamente bastantes escapelas kinky, mas demorou alguns anos até termos áreas de play dedicadas, especialmente desenhadas para as pessoas terem sexo. Ou, como lhes chamámos, as ‘zonas de socialização horizontal’.

 

A estrutura do evento desenvolveu-se nos anos seguintes e eventualmente tornou-se uma fórmula mágica, testada e provada. Em 2009 Polly escreveu o primeiro guia Kinky Salon e partilhou-o com um promotor de eventos em Austin, que decidiu então fazer um Kinky Salon na cidade. Pouco depois promoveu-se uma série de workshops de nome Booty Camp (Campo de Treino) e treinaram uma voluntária da equipa base, que se mudou para Londres. E ela levou a fórmula mágica e criou o primeiro evento na Europa.

 

Polly realizou o Kinky Salon com Scott durante nove anos, até que se separam para que Scott se dedicasse a outros projectos. A Polly promove o Kinky Salon de São Francisco e gere a comunidade global.